Autor Tópico: ALINHAMENTO EM ASTROFOTOGRAFIA  (Lida 1676 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

Offline AJC

  • Astro-Curioso
  • **
  • Mensagens: 144
  • Karma: +0/-0
  • Sexo: Masculino
    • Ver Perfil
    • Astronomia e Música
ALINHAMENTO EM ASTROFOTOGRAFIA
« em: Abril 17, 2010, 02:59:03 pm »
Caros astrocolegas de plantão: o objetivo é tirar fotos do céu com tempo de exposição de pelo menos 30 minutos e estou com dúvidas na montagem equatorial. Trata-se e uma SkyWatcher EQ3. No manual aparece um alerta em relação ao alinhamento entre o eixo da montagem e o eixo do tubo óptico. É o erro do cone. Ao girar o eixo da RA o pólo não permanece totalmente no centro. Qual a dica para alinhar esses dois eixos com o pólo? Deve-se colocar uma buscadora no eixo da montagem? Como minimizar esse erro do cone?
« Última modificação: Janeiro 01, 1970, 01:00:00 am por Guest »


AstroSaudações,
http://astronomiaemusica.no.comunidades.net/index.php?pagina=1980008586
Três Marias - Minas Gerais - Brasil
AJC - pesquisador da AAVSO 100 ANOS - 1911 / 2011

Offline Fil

  • Moderador Global
  • Astro-Avançado
  • *****
  • Mensagens: 2621
  • Karma: +5/-0
    • Ver Perfil
Re: ALINHAMENTO EM ASTROFOTOGRAFIA
« Responder #1 em: Abril 17, 2010, 04:12:56 pm »
Não estou muito habituado a esses nomes.. Mas vamos a ver se percebi.

Às vezes acontece o eixo de declinação e o (eixo óptico do) telescópio não estarem bem perpendiculares. Isto não tem influência no seguimento, só tem no apontar do telescópio para alvos, porque a escala marcada no eixo não vai corresponder à realidade. E mesmo assim, o erro é pequeno, e só costuma chatear nas montagem computorizadas.
Bom, isto não incomoda o seguimento porque o seguimento faz-se só segundo o eixo de AR. O segrede de um bom seguimento é conseguir que esse eixo seja mesmo paralelo ao eixo de rotação da Terra.
Mas também se conseguem fazer fotografias com o eixo quase paralelo mas não perfeito. Para isto, durante o tempo de cada fotografia individual, as estrelas não podem mexer mais do que a resolução no plano focal. Ou seja, se tivermos um tamanho de pixel de 10 micron, a estrela não pode desviar-se mais que isso. Igualmente se tivermos a usar um filme de película, a ideia é um pouco usar a mesma regra dos 10 micron.
A fotografia em película costuma ser mais chata por ter tempos de exposição maiores, que tipicamente chegam a esses de 30 minutos, ou mais!

Há ainda outro truque, que é guiar a fotografia! ou seja, através de um 2º telescópio fica-se a observar uma estrela com uma ocular de retículo. E aí a ideia é mexer nos controlos da montagem, muito suavemente, para tentar manter a estrela exactamente no mesmo sítio da ocular durante cada exposição da câmara.

A forma mais simples de alinhar a montagem é usar um buscador polar na montagem. A forma mais precisa de alinhar a montagem, é fazer o chamado "drift align" (este post tem algumas descrições disto).
« Última modificação: Janeiro 01, 1970, 01:00:00 am por Guest »
Fil.
GOAAA

Offline nunoagameiro

  • Astro-Principiante
  • ***
  • Mensagens: 250
  • Karma: +1/-0
    • Ver Perfil
Re: ALINHAMENTO EM ASTROFOTOGRAFIA
« Responder #2 em: Abril 17, 2010, 09:54:23 pm »
Também não estou muito à vontade, mas se não me engano o problema do "Erro de cone" só se põe num sistema com GO-TO, e com sistemas de alinhamento com menos de 3 estrelas. Mas, não estou certo. Pois o erro só se vai verificar, na precisão (ou falta dela) ao procurar um objecto com GO-TO.

Mas deixa se ver se percebi um ponto da tua questão. Queres fazer 30 minutos com apenas uma aquisição, ou com várias? Se for só com uma aquisição, com um EQ3,  "é de Homem".
« Última modificação: Janeiro 01, 1970, 01:00:00 am por Guest »

Offline AJC

  • Astro-Curioso
  • **
  • Mensagens: 144
  • Karma: +0/-0
  • Sexo: Masculino
    • Ver Perfil
    • Astronomia e Música
Re: ALINHAMENTO EM ASTROFOTOGRAFIA
« Responder #3 em: Abril 18, 2010, 02:17:02 am »
Citação de: "Fil"
Não estou muito habituado a esses nomes.. Mas vamos a ver se percebi.

Fil, na página 17 do manual da montagem é descrito esse tal erro de cone.

http://www.skywatchertelescope.net/swti ... class2=180
SYNSCAN HAND CONTROL VERSION 3.0 (742KB) [ DOWNLOAD ]

Eles dizem ser possivel corrigir isso ajustando o alinhamento dos aneis que fixam o telescopio e um outro ajuste que gira horizontalmente a base. O problema é que não dá pra saber, olhando pela ocular, qual eixo que está errado. Como a gente pode identificar aonde ajustar?
« Última modificação: Janeiro 01, 1970, 01:00:00 am por Guest »
AstroSaudações,
http://astronomiaemusica.no.comunidades.net/index.php?pagina=1980008586
Três Marias - Minas Gerais - Brasil
AJC - pesquisador da AAVSO 100 ANOS - 1911 / 2011

Offline AJC

  • Astro-Curioso
  • **
  • Mensagens: 144
  • Karma: +0/-0
  • Sexo: Masculino
    • Ver Perfil
    • Astronomia e Música
Re: ALINHAMENTO EM ASTROFOTOGRAFIA
« Responder #4 em: Abril 18, 2010, 02:38:07 am »
nunoagameiro ESCREVEU:
Também não estou muito à vontade, mas se não me engano o problema do "Erro de cone" só se põe num sistema com GO-TO, e com sistemas de alinhamento com menos de 3 estrelas. Mas, não estou certo.

Olá NUNO,
...depois e apenas 5 minutos a imagem se desloca pra cima e esquerda, ligeiramente. Se tentarmos alguma foto a imagem vai ficar meio borrada na diagonal. Não sabíamos que era assim. Pensávamos que os aneis de fixação já viessem acertados na altura e que apenas focalizando o polo na ocular tudo estaria resolvido...mas não é assim. E mesmo com a base nivelada por um nível de bolha que fica junto à montagem. A gente alinha com uma, duas ou tres estrelas e depois de alguns minutos, o alvo sai em diagonal, ligeiramente. Não fora resolvido ainda qual o tipo de camera será utilizada mas diante dessa impossibilidade de alinhamento o desânimo foi geral. Se a opção for por camera de filme o tempo de exposição deverá ser grande (30 minutos ou mais).

Como aqui no sul não temos uma estrela POLAR, as estrelas proximas ao polo sul são muito tenues para serem vistas por buscadora polar. Coisa complicada.
« Última modificação: Janeiro 01, 1970, 01:00:00 am por Guest »
AstroSaudações,
http://astronomiaemusica.no.comunidades.net/index.php?pagina=1980008586
Três Marias - Minas Gerais - Brasil
AJC - pesquisador da AAVSO 100 ANOS - 1911 / 2011

Offline nunoagameiro

  • Astro-Principiante
  • ***
  • Mensagens: 250
  • Karma: +1/-0
    • Ver Perfil
Re: ALINHAMENTO EM ASTROFOTOGRAFIA
« Responder #5 em: Abril 18, 2010, 08:45:41 am »
AJC

Nessa mesma página do manual, existe também a informação de como testar se o problema é erro de Cone de sombra ou não.

Mas olha que a imagem derivar sem um alinhamento polar muito bom, ainda para mais com uma EQ3, parece-me perfeitamente normal. Eu tenho uma HEQ5 synscan, e mesmo nesta a imagem deriva passados vários segundos (utilizando o alinhamento polar apenas com o buscador polar). A unica forma de contornar esse problema, é guiar o telescópio.

Se estas a pensar que vais conseguir efectuar exposições de 30 minutos sem guiagem, olha que vais ter várias desilusões.  

Em suma; não me parece que o problema que tens, da imagem derivar passado algum tempo, seja erro de cone. Como disse, esse problema coloca-se apenas (e podes le-lo no manual), na busca de objectos com o GO-TO, não no seguimento. O problema, na minha opinião, é, primeiro o facto de se tratar de uma EQ3, e segundo, e mais importante, o alinhamento polar.
« Última modificação: Janeiro 01, 1970, 01:00:00 am por Guest »

Offline Astrolupa

  • Grupo Galáctico
  • Astro-Amador
  • *****
  • Mensagens: 998
  • Karma: +2/-0
    • Ver Perfil
    • http://www.astrosurf.com/nviegas
Re: ALINHAMENTO EM ASTROFOTOGRAFIA
« Responder #6 em: Abril 18, 2010, 12:18:02 pm »
Citação de: "AJC"
Caros astrocolegas de plantão: o objetivo é tirar fotos do céu com tempo de exposição de pelo menos 30 minutos e estou com dúvidas na montagem equatorial. Trata-se e uma SkyWatcher EQ3. No manual aparece um alerta em relação ao alinhamento entre o eixo da montagem e o eixo do tubo óptico. É o erro do cone. Ao girar o eixo da RA o pólo não permanece totalmente no centro. Qual a dica para alinhar esses dois eixos com o pólo? Deve-se colocar uma buscadora no eixo da montagem? Como minimizar esse erro do cone?
Olá caro amigo AJC e restantes amigos das estrelas,

Este ajuste faz-se bem de dia, com luz. Eu fiz-o uma vez com a minha montagem LXD. Não é dificil de fazer, mas requer algum cuidado. Ah!... Sim, e a buscadora (buscador polar por estas bandas) é essencial. Se quisermos fazer tudo como deve ser, há que primeiro alinhar o buscador polar com o eixo de ascenção recta (AR). Isto faz-se apontando o buscador para um objecto longe no horizonte (quando digo longe é longe mesmo... a mais de 4 ou 5km). Provavelmente não vai haver um objecto facilmente identificável alto no horizonte, pelo que teremos que inclinar a montagem perigosamente. É melhor ter alguem por perto para caso ela queira tombar. Geralmente os tripés das montagens têm uma das pernas viradas ao pólo local (Sul ou Norte), o que torna impossível baixar a inclinação (latitude) da montagem até à latitude 0º e de forma que os contrapesos ainda consigam ultrapassar essa perna de um lado para o outro - daí o ser necessário inclinar a montagem através do tripé. Assim que conseguirmos fazer isto, coloca-se o tubo como se estivesse a apontar para o pólo (tubo em cima, contrapesos no seu ponto mais baixo). Depois olhamos pelo buscador e verificamos se o objecto longe no horizonte está no centro do buscador polar. Se nao estiver, ajustar o tripé e montagem para que fique. Em seguida, rodar o eixo de AR 90º para Este ou Oeste. Verificar o objecto no buscador polar. Provavelmente o objecto deslocou para um dos lados em relação ao centro do buscador. Já agora, rodamos o eixo de AR 180º no sentido oposto. Verificamos novamente o objecto, e ele deve-se ter deslocado para o lado oposto em relação à 1ª vez. Agora, usando os 3 parafusos de colimação do buscador polar, há que ajustá-los de maneira a que o objecto se mova metade da distância (IMPORTANTE! Sempre metade!) que falta até este chegar ao centro do buscador polar. Depois rodamos a montagem novamente 180º e ajustamos os parafusos de colimação, sempre reduzindo a distancia para metade. Após 4 ou 5 iteracções sempre a rodar a montagem 180º de um lado para o outro e a fazer os ajustes, o objecto ficará sempre no centro do buscador polar... E está feito o alinhamento do buscador com o eixo polar (AR)! :D
Agora... já que temos todo este espectáculo montado, aproveitamos e fazemos algo muito semelhante para o tubo (erro de cone). Isto vai corrigir o desalinhamento do tubo com o eixo polar (AR). Nesta fase, já podemos esquecer o buscador polar. O procedimento é parecido: Colocamos o tubo a apontar para o tal objecto no horizonte, com os contrapesos no seu ponto mais baixo. Centramos o tal objecto o melhor que pudermos no centro da ocular. Um ocular de reticulo ajuda nesta operação, já que devemos usar uma amplificação média. Depois é o mesmo procedimento: Roda o eixo 90º para um dos lados, verificar como está o objecto. O suporte dos aneis geralmente têm 3 parafusos de suporte (ou 2) do tipo "puxa-empurra", o que significa que para apertarmos um temos que desapertar o outro e vice-versa. Com os ajustes que temos que fazer nos aneis, é provável que o objecto saia do campo da ocular. É permitido ajustar o tubo em declinação para voltá-lo a colocar no campo - isto nao vai afectar o procedimento. O objectivo é modificar a inclinação do tubo para reduzir a tal distancia para metade que o objecto tem ao centro. Depois rodamos 180º para o outro lado, e vamos repetindo os ajustes nos aneis até que o objecto nao saia do lugar quando rodamos o tubo 180º para um lado e para o outro. E pronto!... temos o eixo óptico do buscador, do tubo (telescópio) e o eixo mecânico da montagem todo alinhados!

Boa sorte!.. e cuidado com a inclinações!  ;-)
« Última modificação: Janeiro 01, 1970, 01:00:00 am por Guest »
Cumprimentos,
Nelson Viegas
GOAAA

Tags: