Autor Tópico: Já somos 6,5 mil milhões.  (Lida 2006 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

Offline João Clérigo

  • Administrador
  • Astro-Avançado
  • *****
  • Mensagens: 1690
  • Karma: +1/-0
  • Sexo: Masculino
    • Ver Perfil
Já somos 6,5 mil milhões.
« em: Setembro 21, 2006, 07:35:49 pm »
Já somos 6,5 mil milhões. As ultimas estimativas apontam que:

261 - Nº de pessoas que nascem a cada minuto.
310 Milhões - População no ano 1000
1,6 Mil Milhões - População no ano 1900
9 Mil Milhões - População no ano 2050
106 Mil Milhões - Nº de pessoas já nascidas

Em Outubro estima-se que nasça o 300 milionésimo americano ( http://www.livescience.com/history/0609 ... llion.html )

O crescimento da população na Terra (apesar das doenças, causas naturais, guerras, etc.) tem vindo a crescer exponencialmente. Até quando poderá o planeta aguentar?
« Última modificação: Setembro 21, 2006, 07:44:40 pm por jaclerigo »


Cumprimentos,
João Clérigo

Offline joaorrpinto

  • Astro-Amador
  • ****
  • Mensagens: 522
  • Karma: +0/-0
  • Sexo: Masculino
    • Ver Perfil
    • Astrofotografia & Fotografia
(sem assunto)
« Responder #1 em: Setembro 21, 2006, 07:38:38 pm »
Xeeehhh!!!! :o
Isso e mta areia pa camioneta...loool
 :lol:

Cumps.
« Última modificação: Janeiro 01, 1970, 01:00:00 am por rapidix »
Castelo Branco - Penamacor
Latitude:40.167
Longitude:-7.167
Altitude:494 m


Offline PauloSantos

  • Grupo Galáctico
  • Astro-Avançado
  • *****
  • Mensagens: 1541
  • Karma: +0/-0
    • Ver Perfil
(sem assunto)
« Responder #2 em: Setembro 21, 2006, 09:31:51 pm »
Daqui a pouco somos mais q as estrelas... :P
Hmm... ok, não tem comparação :roll:  :P
Cumps
« Última modificação: Janeiro 01, 1970, 01:00:00 am por PauloSantos »
Paços de Brandão/Stª Mª Feira

Latitude 40º 58\' 01"
Longitude -8º 34\' 59"
Altura 138m

Anonymous

  • Visitante
(sem assunto)
« Responder #3 em: Outubro 11, 2006, 05:14:58 pm »
Ainda algum tempo:Por essa estimativa vamos viver!!!Se a mais habitantes é preciso mais energia mais energia mais recursos não renovaiveis mais recursos não renovaveis eles acabam então começa a época das energias renovaveis.
Outro problema lixo:
Mais pessoas,mais pessoas bondosas mais campanhas mais limpesa menos lixo:
Outro problema o espaço:
Mais pessoas,mais pessoas intilegentes mais naves e isso tudo menos habitantes e ha espaços por todo o universo.
Citar
Daqui a pouco somos mais q as estrelas...  
Hmm... ok, não tem comparação  
Cumps
Como não somos mais fazemos cada estrela 1 pessoa.

Duas conclusões:
Nós vamos viver.
A terra vai ser deixada ao abandono!!

Céus Limpos
« Última modificação: Janeiro 01, 1970, 01:00:00 am por Anonymous »

Offline Miguel Lopes

  • Grupo Galáctico
  • Astro-Avançado
  • *****
  • Mensagens: 1810
  • Karma: +0/-0
    • Ver Perfil
(sem assunto)
« Responder #4 em: Outubro 13, 2006, 09:48:47 am »
Em teoria, SE:

- dominarmos fusão nuclear (energia virtualmente gratuita)
- conseguirmos criar plantas com o mínimo de água e terra
- conseguirmos atingir reciclagem com eficiências perto dos 100%

ANTES de notarmos a falta de recursos, o planeta poderá suster-nos até faltar espaço. Na falta de espaço, controlo populacional e fuga para o espaço :D

A meu ver, depois da obtebção de energia eléctrica quase gratuita, tudo o resto é possível. Por exemplo: é possível neste momento obter água potável a partir de água salgada, mas é bastante dispendioso porque requer muita energia eléctrica.

Como a fusão nuclear prática está prevista para 2040-2050, temos de nos arranjar até lá.
« Última modificação: Janeiro 01, 1970, 01:00:00 am por Miguel Lopes »
"a astrologia é a ciência dos ignorantes, a astronomia é a dos que se sentem ignorantes" - Miguel Lopes

Offline branco21

  • Mensagens: 21
  • Karma: +0/-0
    • Ver Perfil
(sem assunto)
« Responder #5 em: Abril 01, 2007, 05:49:45 pm »
E se não haver espaço a nivel de terra, faz-se uns continentes artificiais e está a andar :P
« Última modificação: Janeiro 01, 1970, 01:00:00 am por branco21 »

Offline SECO

  • Mensagens: 24
  • Karma: +0/-0
    • Ver Perfil
(sem assunto)
« Responder #6 em: Abril 01, 2007, 06:21:04 pm »
Olá

Acrescento este link que me enviaram à algum tempo por e-mail.Tem estatísticas sobre as mais variadas coisas, tais como a população mundial, energia, saúde, etc.

Eu achei bastante interessante...Os contadores andam um bocado depressa.
Experimentei alterar o relógio do meu PC para 2050 e a população mundial, através dos modelos estatísticos que estão na base dos dados, é superior a 10 mil milhões.

http://www.worldometers.info/
« Última modificação: Janeiro 01, 1970, 01:00:00 am por SECO »
Diogo Lucas

Offline omeuceu

  • Astro-Curioso
  • **
  • Mensagens: 88
  • Karma: +0/-0
    • Ver Perfil
(sem assunto)
« Responder #7 em: Abril 01, 2007, 06:50:41 pm »
Julgo essas previsões muito irrealistas. Como disse anteriormente, isto em breve, vai sofrer um ponto de ruptura: guerra por petróleo e água potável (em breve, já há indicios neste sentido - em parte o conflito do médio oriente com o Golã é um  desses); epidemia - mais tarde ou mais cedo,  e será o suficiente para dizimar parte da população mundial - já tem acontecido no passado e provavelmente vai acontecer (quando.. é que ninguém sabe); empobrecimento continuado dos solos e desflorestação maciça... fora outros problemas. Isto também são previsões que podem estar totalmente erradas, mas é mais provável uma diminuição da população que um aumento dentro de algumas décadas. A questão dos recursos é importante. Com o crescimento acelerado, os recursos não acompanham esse crescimento, e tem de haver um ponto de ruptura. Os painéis solares não serão a resposta, por exemplo, a esses recursos porque não é praticável para grandes comunidades, só para pequenas. Já viram o que foi preciso construir só para uma pequena comunidade local? O hidrogénio tb não será a solução. Neste momento, não estou a ver alternativas viáveis, nem sequer a fusão nuclear a breve prazo.
« Última modificação: Janeiro 01, 1970, 01:00:00 am por omeuceu »

Offline Miguel Lopes

  • Grupo Galáctico
  • Astro-Avançado
  • *****
  • Mensagens: 1810
  • Karma: +0/-0
    • Ver Perfil
(sem assunto)
« Responder #8 em: Abril 01, 2007, 11:22:18 pm »
Citação de: "omeuceu"
Julgo essas previsões muito irrealistas. Como disse anteriormente, isto em breve, vai sofrer um ponto de ruptura: guerra por petróleo e água potável (em breve, já há indicios neste sentido - em parte o conflito do médio oriente com o Golã é um  desses);
A líbia e outros países já convertem água salgada em potável à muitos anos. Matéria prima? Água em qualquer estado e electricidade.
Citação de: "omeuceu"
epidemia - mais tarde ou mais cedo,  e será o suficiente para dizimar parte da população mundial - já tem acontecido no passado e provavelmente vai acontecer (quando.. é que ninguém sabe); empobrecimento continuado dos solos e desflorestação maciça... fora outros problemas. Isto também são previsões que podem estar totalmente erradas, mas é mais provável uma diminuição da população que um aumento dentro de algumas décadas. A questão dos recursos é importante. Com o crescimento acelerado, os recursos não acompanham esse crescimento, e tem de haver um ponto de ruptura.
Temos de decompor o crescimento mundial por zonas. A europa até está a diminuir, na china a população estabilizou à 10 anos e penso que no resto do mundo, com a evolução das economias emergentes, a taxa de natalidade vai cair a pique. África infelizmente vai crescer muito.
Citação de: "omeuceu"
Os painéis solares não serão a resposta, por exemplo, a esses recursos porque não é praticável para grandes comunidades, só para pequenas. Já viram o que foi preciso construir só para uma pequena comunidade local? O hidrogénio tb não será a solução. Neste momento, não estou a ver alternativas viáveis, nem sequer a fusão nuclear a breve prazo.

Esta nova central que construiram, supostamente a maior do mundo, foi uma grande asneira. Tecnologia estrangeira, produção chinesa e um preço estúpido por painel. Neste caso houve uma precipitação. Estão para sair novos paineis de polímeros, em vez de silicio, com rentabilidade várias vezes superior e muitíssimo mais barato.

O problema geral destes estudos é que são feitos baseados na tecnologia disponível, não da prevista ou pelo menos da que está em fase experimental. E quem diz que prevê a população mundial ou consumos energéticos dos próximos 20 anos não pode ser levado a sério, porque a variável "desenvolvimento tecnológico" não é mensurável.
« Última modificação: Janeiro 01, 1970, 01:00:00 am por Miguel Lopes »
"a astrologia é a ciência dos ignorantes, a astronomia é a dos que se sentem ignorantes" - Miguel Lopes

Tags: