Autor Tópico: Sonda japonesa investiga explosões no sol.  (Lida 646 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

Offline PauloSantos

  • Grupo Galáctico
  • Astro-Avançado
  • *****
  • Mensagens: 1541
  • Karma: +0/-0
    • Ver Perfil
Sonda japonesa investiga explosões no sol.
« em: Setembro 25, 2006, 06:13:31 pm »
Os cientistas aguardam com optimismo o resultado da missão Solar-B que esperam revelar mistérios das enormes explosões que ocorrem na atmosfera solar.

A sonda, lançada na manhã deste Sábado da estação espacial de Uchinoura, no Japão, vai analisar, a partir de uma órbita terrestre, as colossais explosões conhecidas como chamas solares, segundo a BBC.

Em apenas alguns minutos, essas explosões liberam energia equivalente a milhões de bombas de hidrogénio.


A Sonda é lançada da estação espacial de Uchinoura, no Japão

A missão japonesa vai tentar entender o mecanismo de ignição destas explosões. Com a Solar-B, os cientistas esperam passar a conhecer melhor a acção dos campos magnéticos existentes na atmosfera solar, tidos como responsáveis pelas chamas solares.

Interferência
A radiação e partículas super velozes emitidas por estas magníficas explosões, são enviadas na direcção da Terra, interferindo em transmissões radiofónicas, queimando componentes sensíveis de satélites espaciais e prejudicando a saúde dos astronautas a bordo da Estação Espacial Internacional.

Tetsuya Watanabe, um dos cientistas do Observatório Astronómico Nacional do Japão, disse que a Solar-B vai observar o Sol de uma posição privilegiada: "Em duas ou três semanas a sonda entrará na chamada órbita polar sincronizada como Sol. De lá, a Solar-B poderá observar o Sol sem entrar em nenhum período nocturno durante oito meses".

O Sol é como se fosse um enorme iman que se contorce constantemente, e quando campos magnéticos que emergiram da superfície da estrela entram em alinhamento, há uma gigantesca liberação de energia.

A explosão libera uma intensa radiação e uma enorme quantidade de partículas que são violentamente expelidas em direcção ao espaço.

Microscópio
Segundo os cientistas, algumas destas partículas, viajando a uma incrível velocidade, são capazes de levar apenas 10 minutos para percorrer os 149 milhões de quilómetros que separam o Sol da Terra. Com o conhecimento a partir das observações a serem feitas pela Solar-B, os cientistas esperam poder prever a ocorrência destas explosões.

"A Solar-B fuciona como um microscópio, investigando pequenos detalhes da acção dos campos magnéticos na formação destas chamas", disse a cientista Louise Harra, do Laboratório Mullard de Ciência Espacial, da Universidade da Califórnia.

Fonte: Terra Notícias
« Última modificação: Janeiro 01, 1970, 01:00:00 am por PauloSantos »


Paços de Brandão/Stª Mª Feira

Latitude 40º 58\' 01"
Longitude -8º 34\' 59"
Altura 138m

Tags: