Autor Tópico: Nasa lançara hoje 2 sondas para estudar o Sol  (Lida 1391 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

Offline PauloSantos

  • Grupo Galáctico
  • Astro-Avançado
  • *****
  • Mensagens: 1541
  • Karma: +0/-0
    • Ver Perfil
Nasa lançara hoje 2 sondas para estudar o Sol
« em: Outubro 25, 2006, 01:48:57 pm »
A Nasa planeia lançar hoje 2 sondas q irão fornecer dados sem precedentes sobre as erupções solares e os seus efeitos no ambiente terrestre.

Numa missão chamada STEREO, prevista para 2 anos, fornecerá as primeiras medições do sol e do vento solar a 3 dimensões o q irá melhorar a compreensão do tempo solar e do seu impacto na Terra.

O lançamento terá lugar no Cape Canaveral Air Force Station às 20h38 locais (01h38 em Lisboa).



Acompanhe a sua evolução em: STEREO MISSION
« Última modificação: Janeiro 01, 1970, 01:00:00 am por PauloSantos »


Paços de Brandão/Stª Mª Feira

Latitude 40º 58\' 01"
Longitude -8º 34\' 59"
Altura 138m

Anonymous

  • Visitante
Re: Nasa lançara hoje 2 sondas para estudar o Sol
« Responder #1 em: Outubro 25, 2006, 05:43:56 pm »
Citação de: "PauloSantos"
A Nasa planeia lançar hoje 2 sondas q irão fornecer dados sem precedentes sobre as erupções solares e os seus efeitos no ambiente terrestre.

Numa missão chamada STEREO, prevista para 2 anos, fornecerá as primeiras medições do sol e do vento solar a 3 dimensões o q irá melhorar a compreensão do tempo solar e do seu impacto na Terra.

O lançamento terá lugar no Cape Canaveral Air Force Station às 20h38 locais (01h38 em Lisboa).



Acompanhe a sua evolução em: STEREO MISSION


É incrivel!!Eu hoje ainda nem sabia que ia ser lançado coisa nenhuma!!Continua a existir o problema da informação cá em Portugal!!
Boa sorte para a sonda!!

Céus Limpos
« Última modificação: Janeiro 01, 1970, 01:00:00 am por Anonymous »

Offline PauloSantos

  • Grupo Galáctico
  • Astro-Avançado
  • *****
  • Mensagens: 1541
  • Karma: +0/-0
    • Ver Perfil
Re: Nasa lançara hoje 2 sondas para estudar o Sol
« Responder #2 em: Outubro 25, 2006, 07:20:39 pm »
Citação de: "Orion"
É incrivel!!Eu hoje ainda nem sabia que ia ser lançado coisa nenhuma!!Continua a existir o problema da informação cá em Portugal!!
Boa sorte para a sonda!!

Pois... Concordo plenamente e por isso mm trabalho nesse sentido, p q nada (ou pouco) escape :wink:
Gostaria de ver este lançamento em directo na Nasa TV mas dada a hora q é p mim será quase impossivel :?
Cumps
« Última modificação: Janeiro 01, 1970, 01:00:00 am por PauloSantos »
Paços de Brandão/Stª Mª Feira

Latitude 40º 58\' 01"
Longitude -8º 34\' 59"
Altura 138m

Offline PauloSantos

  • Grupo Galáctico
  • Astro-Avançado
  • *****
  • Mensagens: 1541
  • Karma: +0/-0
    • Ver Perfil
(sem assunto)
« Responder #3 em: Outubro 26, 2006, 01:59:12 am »
Bem, quase impossivel mas não de todo :)
Fiz um esforço e acabei de ver o lançamento das sondas q, à 1ª vista, ocorreu com sucesso.

O lançamento teve inicio às 01h52 de Lisboa e a separação dos rockets ocorreu 5 min depois.
Tudo indica p uma viagem tranquila até ao seu objectivo e resta-nos aguardar pelas tais "imagens sem precedentes" do Sol :wink:
Agora vou dormir 8)
Cumps
« Última modificação: Janeiro 01, 1970, 01:00:00 am por PauloSantos »
Paços de Brandão/Stª Mª Feira

Latitude 40º 58\' 01"
Longitude -8º 34\' 59"
Altura 138m

Offline Fil

  • Moderador Global
  • Astro-Avançado
  • *****
  • Mensagens: 2621
  • Karma: +5/-0
    • Ver Perfil
(sem assunto)
« Responder #4 em: Outubro 26, 2006, 02:33:13 am »
O quê? Foi há bocadinho? Bolas, tenho que deixar de trabalhar a estas horas :P Já são 2:30 da manhã, vou dormir :P
« Última modificação: Janeiro 01, 1970, 01:00:00 am por Fil »
Fil.
GOAAA

Offline PauloSantos

  • Grupo Galáctico
  • Astro-Avançado
  • *****
  • Mensagens: 1541
  • Karma: +0/-0
    • Ver Perfil
(sem assunto)
« Responder #5 em: Outubro 26, 2006, 01:15:38 pm »
Citação de: "Fil"
O quê? Foi há bocadinho? Bolas, tenho que deixar de trabalhar a estas horas :P Já são 2:30 da manhã, vou dormir :P

Pois... Pelo menos não te podes queixar de falta de informação :)
Por falar nisso lembrei-me de um tópico q criei recentemente p informar de programação de TV com programas ligados à Astronomia:

:arrow: http://albedo.gem51.com/viewtopic.php?t=496

Podia realmente lá ter colocado o lançamento e talvez tivesse chamado mais a atenção... :)
No entanto parece q o tópico não está a surtir qq efeito e por isso mm isso não me ocorreu :?
Cumps
« Última modificação: Janeiro 01, 1970, 01:00:00 am por PauloSantos »
Paços de Brandão/Stª Mª Feira

Latitude 40º 58\' 01"
Longitude -8º 34\' 59"
Altura 138m

Offline PauloSantos

  • Grupo Galáctico
  • Astro-Avançado
  • *****
  • Mensagens: 1541
  • Karma: +0/-0
    • Ver Perfil
(sem assunto)
« Responder #6 em: Outubro 26, 2006, 01:19:02 pm »
Um foguete Delta decolou na quarta-feira da Estação da Força Aérea norte-americana em Cabo Canaveral levando um par de sondas solares para rastrear possíveis tempestades solares.

O Observatório Terrestre de Relações Solares (Stereo, na sigla em inglês) foi desenvolvido para captar imagens tridimensionais de explosões solares para que os cientistas possam, pela primeira vez, identificar com precisão para onde as tempestades estão indo.

As explosões podem desactivar satélites de comunicação e de navegação e afectar as aeronaves próximas aos pólos da Terra.

"Actualmente nós podemos somente ver o sol, essencialmente, em duas dimensões", disse o vice-cientista responsável pelo projeto Stereo, Terry Kucera.

As sondas foram colocadas temporariamente na órbita da Terra. Quando estiverem em posição, elas funcionarão como um par de olhos humanos capazes de enxergar em três dimensões.

Fonte: Agência Reuters
« Última modificação: Janeiro 01, 1970, 01:00:00 am por PauloSantos »
Paços de Brandão/Stª Mª Feira

Latitude 40º 58\' 01"
Longitude -8º 34\' 59"
Altura 138m

Offline PauloSantos

  • Grupo Galáctico
  • Astro-Avançado
  • *****
  • Mensagens: 1541
  • Karma: +0/-0
    • Ver Perfil
(sem assunto)
« Responder #7 em: Outubro 26, 2006, 01:23:24 pm »
A Nasa pôs hoje em órbita terrestre a missão Stereo, cujas duas sondas estudarão as radiações produzidas pelas tempestades solares.

Um foguete Boeing Delta II que transportava as cápsulas decolou às 01h52 de Quinta-Feira (de Lisboa) da plataforma 17-B do Centro Espacial Kennedy, em Cabo Canaveral (Flórida). Meia hora depois, o controle da missão anunciou que as sondas tinham se separado e estavam ocupando a sua órbita.

"Não houve problemas", afirmou o controle da missão em meio aos aplausos dos cientistas encarregados de supervisionar as operações.

Durante a sua missão de dois anos, as cápsulas, que são quase idênticas, estudarão a origem, evolução e consequências das explosões que ocorrem na coroa solar, as mais violentas no sistema solar.

Quando vêm na direcção da Terra, essas turbulências podem alterar as comunicações por rádio, via satélite e as redes eléctricas.

Além disso, as partículas de energia vinculadas ao fenómeno podem constituir um perigo para as naves espaciais e os astronautas.

Como as sondas operarão em órbitas opostas, pela primeira vez as medidas do Sol e dos seus ventos solares serão tomadas em três dimensões, informou a Nasa.

A missão Stereo é realizada de forma conjunta por Estados Unidos, Reino Unido e vários países europeus

Fonte: Agência EFE in Yahoo News
« Última modificação: Janeiro 01, 1970, 01:00:00 am por PauloSantos »
Paços de Brandão/Stª Mª Feira

Latitude 40º 58\' 01"
Longitude -8º 34\' 59"
Altura 138m

Anonymous

  • Visitante
(sem assunto)
« Responder #8 em: Outubro 26, 2006, 05:32:25 pm »
A missão STEREO (Solar TErrestrial RElations Observatory) da Nasa , dedicada ao estudo da interacção Sol-Terra, foi lançada com sucesso esta madrugada, a partir de Cabo Canaveral (Florida).

Espera-se que esta missão aumente dramaticamente o nosso conhecimento sobre as poderosas erupções solares que podem enviar para o espaço mais de mil milhões de toneladas da atmosfera exterior do Sol.
A STEREO é composta por duas pequenas sondas muito semelhantes e as suas observações permitirão construir as primeiras imagens tridimensionais do Sol. Estas imagens mostrarão o ambiente tempestuoso do Sol e os seus efeitos no interior do sistema solar, dados vitais para que consigamos compreender o papel que o Sol desempenha na 'meteorologia espacial'.

Ao longo de dois anos, ambas as sondas explorarão a origem, evolução e consequências interplanetárias das ejecções de massa coronal, algumas das mais violentas explosões que se verificam no nosso Sistema Solar. Quando direccionadas para a Terra, estas erupções de milhares de milhões de toneladas podem produzir, tanto espectaculares auroras boreais, como graves falhas de funcionamento nos satélites orbitais, nas comunicações rádiose nos sistemas de transporte de energia. As partículas de energia associadas a estas erupções solares espalham-se por todo o sistema solar e podem ser potencialmente perigosas para os astronautas e naves espaciais.


Em cima: Visão artística da missão STEREO. Em baixo: Fotografia da STEREO. Crédito: NASA.

Um dos componentes da missão, produzido pela Universidade de New Hampshire (EUA), designa-se por PLASTIC-Plasma and Supra-Thermal Ion Composition e fornecerá as características de plasma dos protões, particulas Alfas e iões pesados.Os protões e as partículas alfa do vento solar constituem a maior parte da sua massa sendo assim os principais componentes da pressão cinética externa exercida na magnetosfera terrestre.

O vento solar é uma corrente contínua de partículas carregadas provenientes do Sol, que transportam a sua extensa atmosfera e campo magnético. A uma velocidade superior a 1.500.000 km/h, o vento solar preenche o espaço interplanetário e gera o clima espacial. A composição do vento solar fornece um meio para identificar e caracterizar as regiões solares que emitem estas partículas, um processo que é essencial na elaboração de previsões de certos tipos de tempo espacial.

"Em questão de previsões meteorológicas para o espaço, encontramo-nos hoje no mesmo ponto em que estavam os meteorologistas terrestres na década de 50," diz Michael Kaiser, cientista do projecto STEREO no Centro de Voos Espaciais Goddard, da NASA. "Eles não viam os furacões até que as nuvens estivessem posicionadas por cima de si. No nosso caso, podemos ver as tempestades partirem do Sol, mas temos que usar modelos e tentar adivinhar quando e como elas atingirão a Terra."

De forma a conseguir obter uma visão estereoscópica do Sol, as duas sondas têm de ser posicionados em órbitas diferentes. Tal como a separação que existe entre os nossos olhos nos permite percepcionar a profundidade, também a separação entre os observatórios vai permitir a obtenção de imagens do Sol em três dimensões.

Fonte:Portal do Astronomo
« Última modificação: Janeiro 01, 1970, 01:00:00 am por Anonymous »

Tags: