Autor Tópico: Vespa no ninho  (Lida 1887 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

Offline Fil

  • Moderador Global
  • Astro-Avançado
  • *****
  • Mensagens: 2621
  • Karma: +5/-0
    • Ver Perfil
Vespa no ninho
« em: Abril 09, 2007, 05:05:08 pm »
Antes de mais, o óbvio:
Isto não é astrofotografia, mas talvez o facto de isto ter sido tirado com um telescópio de uma forma pouco ortodoxa seja desculpa suficiente para meter aqui :P

No fim do mês passado, decidi tentar tirar uma fotografia tipo "macro" a um ninho de vespas com vespa.. A razão prendia-se com o facto de esse ninho de vespas estar perto do chão e ir desaparecer dentro de algumas horas.. Ele estava perto da passagem de pessoas no jardim, pelo que já estava marcado para demolição nessa tarde. (Ainda só havia uma vespa de roda do ninho, e ainda estava "em construção", Não foi um grande crime..)



Bom, mas de qualquer maneira, punha-se o problema: como fotografar isto? Lembrei-me de usar o telescópio! Mas para conseguir focar a uma distância de 2 metros e meio, tive que puxar pela cabeça..

O tamanho da imagem depende da distância a que o objecto está, e da distância focal do telescópio. Só tinha duas "distâncias focais" a escolher (telescópio com e sem redutor), e o que parece óbvio é escolher a "maior distância focal", meter o máximo de tubos de extensão possível antes da máquina, e aproximar do ninho até não se conseguir focar mais perto.

Contudo, lembrei-me de outra coisa! é que com uma "distância focal" menor, a influência que os tubos de extensão têm na distância a que se consegue focar é maior do que no outro caso. Isto permite-me deslocar-me até mais perto do ninho e fotografar daí.
Com a diferença de distância conseguida, a imagem ainda fica maior. Portanto, apesar de ter uma "distância focal" do telescópio maior, a distância focal efectiva, na realidade é maior, por causa da distância a que o plano focal se encontra.
« Última modificação: Janeiro 01, 1970, 01:00:00 am por Fil »


Fil.
GOAAA

Offline Miguel Lopes

  • Grupo Galáctico
  • Astro-Avançado
  • *****
  • Mensagens: 1810
  • Karma: +0/-0
    • Ver Perfil
(sem assunto)
« Responder #1 em: Abril 09, 2007, 05:07:52 pm »
Fantastico!
Podes indicar dados técnicos? Tempo de exposição, qual foi o telescópio, etc? Aquela poeira na esquerda é...?
« Última modificação: Janeiro 01, 1970, 01:00:00 am por Miguel Lopes »
"a astrologia é a ciência dos ignorantes, a astronomia é a dos que se sentem ignorantes" - Miguel Lopes

Offline Fil

  • Moderador Global
  • Astro-Avançado
  • *****
  • Mensagens: 2621
  • Karma: +5/-0
    • Ver Perfil
(sem assunto)
« Responder #2 em: Abril 09, 2007, 06:16:53 pm »
Ui, epá, a "poeira" foi posta em pós processamento pelo scanner ;)

Ou melhor, isto foi uma foto em negativo que só digitalizei a semana passada. Saiu do scanner tal e qual está.
O scanner deve estar a precisar de uma limpeza :P - o que explica os defeitos pontuais maiores na imagem. os defeitos que são só de um píxel, parece-me que são mais frequentes nas áreas claras das fotografias (preto no negativo), portanto devem ser uma variante de "darkpixels" (mas não sabia que estes scanners em linha também estavam sujeitos a isto)

Há opções na digitalização para retirar este tipo de artefactos, mas eu não fiz isso para ser mais rápido.

Bom, em relação aos pormenores:
- Tripé com uma cabeça altazimutal
- um refractor APO de 102mm F/8 (~800 mm)
- redutor 0.75x, para F/6 (~600 mm)
- entre 20 a 25 cm de extensão a seguir ao redutor.
- filme Kodak Gold 200 ASA (negativo)
- deve ter sido uma exposição não muito longe de 1/200, mas não me recordo
- a área focada que se vê na imagem deve ocupar uns 10 a 15 cm de altura na realidade..
- a planta que está a segurar o ninho é um Alecrim :)
- em Latim, o nome da espécie da vespa deve ser algo como Vespus Vespacius da sub espécie Picatum doloriferus :D
« Última modificação: Janeiro 01, 1970, 01:00:00 am por Fil »
Fil.
GOAAA

Offline Astrolupa

  • Grupo Galáctico
  • Astro-Amador
  • *****
  • Mensagens: 998
  • Karma: +2/-0
    • Ver Perfil
    • http://www.astrosurf.com/nviegas
(sem assunto)
« Responder #3 em: Abril 09, 2007, 07:37:45 pm »
Picatum doloriferus! ahahaahhh!! essa tá muito boa!  :D

Muito boa mr. Fil. A profundidade de campo é mesmo diminuta... aqui está um bom exemplo pra explicar a quem não percebe porque é que um sistema óptico "rápido" é tão pouco tolerante em termos de focagem...

Cumprimentos,
Nelson Viegas
GOAAA
« Última modificação: Janeiro 01, 1970, 01:00:00 am por Astrolupa »
Cumprimentos,
Nelson Viegas
GOAAA

Offline Fil

  • Moderador Global
  • Astro-Avançado
  • *****
  • Mensagens: 2621
  • Karma: +5/-0
    • Ver Perfil
(sem assunto)
« Responder #4 em: Abril 09, 2007, 08:19:03 pm »
Obrigado!
Citação de: "Astrolupa"
um sistema óptico "rápido" é tão pouco tolerante em termos de focagem...
ah pois!.. E eu caí nessa esparrela.. Armei-me em esperto, esperei que a vespa levantasse voo para tirar uma foto espectacular a ela em voo, com o ninho em pano de fundo.. Até já antevia um prémio da melhor foto do ano na categoria de jornalismo ambiental  8) ..  .. Só que me esqueci da focagem, e consegui um belo ninho de vespas com uma chata de uma vespa desfocada à frente! :P
(já agora, numa vespa a voar, a gente não vê as asas :P.. A quem quiser tentar, use um flash e uma exposição bem curta!)
« Última modificação: Janeiro 01, 1970, 01:00:00 am por Fil »
Fil.
GOAAA

Offline Miguel Lopes

  • Grupo Galáctico
  • Astro-Avançado
  • *****
  • Mensagens: 1810
  • Karma: +0/-0
    • Ver Perfil
(sem assunto)
« Responder #5 em: Abril 10, 2007, 09:15:06 pm »
Não posso mostrar isto aos meus vizinhos. É que já me vieram perguntar se estava a observar a casa deles e eu disse despreocupadamente que o telescópio não focava a menos de meio quilómetro  :shock:
Eles lá enguliram, mas se vêem isto vão pedir satisfações  :D
« Última modificação: Janeiro 01, 1970, 01:00:00 am por Miguel Lopes »
"a astrologia é a ciência dos ignorantes, a astronomia é a dos que se sentem ignorantes" - Miguel Lopes

Offline João Clérigo

  • Administrador
  • Astro-Avançado
  • *****
  • Mensagens: 1691
  • Karma: +1/-0
  • Sexo: Masculino
    • Ver Perfil
(sem assunto)
« Responder #6 em: Abril 11, 2007, 02:39:27 pm »
Ora aí está uma questão pertinente, como é que nós, pessoal que observa com os telescópios em varandas, consegue provar aos vizinhos dos prédios da frente que não estamos a fazer "voyeirismo"?

Já não é a primeira vez que, com o telescópio na varanda vejo o carro da policia passar anormalmente ali precisamente nesses dias... pode ser coincidência mas...
« Última modificação: Janeiro 01, 1970, 01:00:00 am por jaclerigo »
Cumprimentos,
João Clérigo

Offline Miguel Lopes

  • Grupo Galáctico
  • Astro-Avançado
  • *****
  • Mensagens: 1810
  • Karma: +0/-0
    • Ver Perfil
(sem assunto)
« Responder #7 em: Abril 11, 2007, 02:58:01 pm »
A minha sorte é que não moro perto de um parque infantil, senão já tinha levado uma carga de porrada e sem sequer saber a razão  :D
Felizmente só um vizinho veio perguntar, e porque tem uma filha em idade de procriação, nem percebi se era convite ou protecção. E também porque a filha posou nua para um artista que mora 2 casas abaixo.  8)

O ideal é convidá-los para uma observação
« Última modificação: Janeiro 01, 1970, 01:00:00 am por Miguel Lopes »
"a astrologia é a ciência dos ignorantes, a astronomia é a dos que se sentem ignorantes" - Miguel Lopes

Offline João Clérigo

  • Administrador
  • Astro-Avançado
  • *****
  • Mensagens: 1691
  • Karma: +1/-0
  • Sexo: Masculino
    • Ver Perfil
(sem assunto)
« Responder #8 em: Abril 11, 2007, 05:13:08 pm »
Não sei quantas pessoas vivem à tua frente... se fosse comigo, para convidar todos, acho que tinha de ser uma "Astrofesta". :D
« Última modificação: Janeiro 01, 1970, 01:00:00 am por jaclerigo »
Cumprimentos,
João Clérigo

Offline Fil

  • Moderador Global
  • Astro-Avançado
  • *****
  • Mensagens: 2621
  • Karma: +5/-0
    • Ver Perfil
(sem assunto)
« Responder #9 em: Abril 11, 2007, 07:49:31 pm »
oh.. oh..  meuje amigoje... hmm.. :D

Mas concordo com a pergunta... Sei que nos estados unidos há uma grande preocupação com isso (olha a novidade) e o pessoal que tem telescópios no quintal é obrigado a construir uma cerca "impermeável à vista" a altura que impeça a observação de casas vizinhas. Alguém que queira observar a Etha Carina a explodir, mesmo que através da poluição luminosa, tem que ter a casa mais alta do bairro!
Mas vendo bem, a pergunta é tão pertinente quanto haver um anão em casa a passear nos corredores, e querermos uma prova que ele não estava a espreitar nas fechaduras!
« Última modificação: Janeiro 01, 1970, 01:00:00 am por Fil »
Fil.
GOAAA

Offline omeuceu

  • Astro-Curioso
  • **
  • Mensagens: 88
  • Karma: +0/-0
    • Ver Perfil
Re: Vespa no ninho
« Responder #10 em: Abril 20, 2007, 09:46:10 pm »
Citação de: "Fil"
Antes de mais, o óbvio:
Isto não é astrofotografia, mas talvez o facto de isto ter sido tirado com um telescópio de uma forma pouco ortodoxa seja desculpa suficiente para meter aqui :P

No fim do mês passado, decidi tentar tirar uma fotografia tipo "macro" a um ninho de vespas com vespa.. A razão prendia-se com o facto de esse ninho de vespas estar perto do chão e ir desaparecer dentro de algumas horas.. Ele estava perto da passagem de pessoas no jardim, pelo que já estava marcado para demolição nessa tarde. (Ainda só havia uma vespa de roda do ninho, e ainda estava "em construção", Não foi um grande crime..)



Bom, mas de qualquer maneira, punha-se o problema: como fotografar isto? Lembrei-me de usar o telescópio! Mas para conseguir focar a uma distância de 2 metros e meio, tive que puxar pela cabeça..

O tamanho da imagem depende da distância a que o objecto está, e da distância focal do telescópio. Só tinha duas "distâncias focais" a escolher (telescópio com e sem redutor), e o que parece óbvio é escolher a "maior distância focal", meter o máximo de tubos de extensão possível antes da máquina, e aproximar do ninho até não se conseguir focar mais perto.

Contudo, lembrei-me de outra coisa! é que com uma "distância focal" menor, a influência que os tubos de extensão têm na distância a que se consegue focar é maior do que no outro caso. Isto permite-me deslocar-me até mais perto do ninho e fotografar daí.
Com a diferença de distância conseguida, a imagem ainda fica maior. Portanto, apesar de ter uma "distância focal" do telescópio maior, a distância focal efectiva, na realidade é maior, por causa da distância a que o plano focal se encontra.



Familia Vespidae - Polistes sp. :)
« Última modificação: Janeiro 01, 1970, 01:00:00 am por omeuceu »

Tags: