Autor Tópico: Chandra observa eclipse de buraco negro  (Lida 653 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

Offline NMS

  • Mensagens: 39
  • Karma: +0/-0
    • Ver Perfil
Chandra observa eclipse de buraco negro
« em: Abril 13, 2007, 09:00:54 am »
O telescópio espacial Chandra, observou um evento interessante, o eclipse de um buraco negro. O buraco negro é um buraco negro supremassivo que se encontra no centro da galáxia NGC 1365.


Fonte: X-ray: NASA/CXC/CfA/INAF/Risaliti Optical: ESO/VLT

Notícia original em: http://www.nasa.gov/mission_pages/chand ... index.html

Saudações
« Última modificação: Janeiro 01, 1970, 01:00:00 am por NMS »



Offline Fil

  • Moderador Global
  • Astro-Avançado
  • *****
  • Mensagens: 2621
  • Karma: +5/-0
    • Ver Perfil
(sem assunto)
« Responder #1 em: Abril 13, 2007, 10:18:08 am »
Giro!

Fui ler, claro!... Estava eu a pensar que seria uma coisa ao contrário dos ecplises que estamos habituados, não se via nada vindo do buraco negro, e de repente quando passava a nuvem, via-se "nuvem", uma vez que um buraco negro não emite nada.. Estava-me a esquecer é que se sabe onde o buraco negro está, pelo que o que está à volta emite :P Além disso, o disco que emite raios-X é pequeno de mais para se ter resolução num telescópio, como é dito na notícia.

Bom, mas queria saber quanto tempo levaria uma "coisa" (pelos vistos uma nuvem) a eclipsar um buraco negro.
Citar
A series of six Chandra observations of NGC 1365 were made every two days over a period of two weeks in April 2006. During five of the observations, high energy X-rays from the central X-ray source were visible, but in the second one -- corresponding to the eclipse -- they were not.
Traduzindo: fizeram-se 6 observações: em 5 havia raios-X, mas na 2ª delas não havia.
Parece que o eclipse dura menos que 4 dias. Se bem que estou a assumir que nas 5 observações em que se via raios-X via-se sempre a mesma intensidade.
Agora para eles saberem o tamanho do disco que emite os Raios-X, precisam de saber a velocidade relativa a que a "nuvem" passava à frente do buraco, e a variação na densidade dessa "nuvem".. Esta segunda coisa, parece-me que pode ser considerado uma "incerteza na medida", mas a velocidade da nuvem não sei como mediram eles..

A forma de não interessar saber a velocidade da "nuvem", é ter um gráfico contínuo da variação de intensidade dos raios-X e conhecer a forma do objecto eclipsado (Disco e orientação dele).. Penso eu de que..
« Última modificação: Janeiro 01, 1970, 01:00:00 am por Fil »
Fil.
GOAAA

Tags: