Fórum Galáctica

Sistema Solar => Exploração Espacial => Tópico iniciado por: João Clérigo em Agosto 17, 2006, 12:33:21 pm

Título: “Voyager 1” no espaço há 30 anos
Enviado por: João Clérigo em Agosto 17, 2006, 12:33:21 pm
A sonda espacial norte-americana "Voyager 1" chegou na terça-feira a uma distância de cem unidades astronómicas do Sol. Quase 30 anos depois do seu lançamento, a sonda continua a transmitir informações, comunica a NASA.

Isso significa que a nave, que é seguida de "muito perto" pela "Voyager 2", está a uma distância cem vezes superior à que separa a Terra do Sol. É actualmente o objecto de fabrico humano mais distante no cosmos.

Segundo Ed Stone, cientista do projecto, as duas sondas estão a confirmar as previsões de que continuariam a funcionar sem incidentes 30 anos depois.

De acordo com um comunicado da NASA, a "Voyager 1" está nos confins do sistema solar, numa zona onde a influência do “astro-rei” é mais fraca. A sonda avança para o desconhecido espaço interestelar a uma velocidade de 1,6 milhões de quilómetros por dia, devendo atravessá-lo em dez anos.

"O espaço interestelar está cheio de material ejectado por explosões das estrelas mais próximas e a "Voyager 1" será a primeira nave humana que nele entrará", diz Stone.

As duas sondas já enviaram informações quando passaram por Júpiter, Urano, Saturno e Neptuno. Forneceram ainda dados sobre os ventos solares, que são correntes de partículas emitidas pelo Sol a mais de 1,5 milhões de quilómetros por hora.

Com Lusa
Título:
Enviado por: igomes em Agosto 17, 2006, 12:47:00 pm
Interessante. O que é que as sondas descobrirão nesse espaço que agora vão entrar... :wink:  :)
Título:
Enviado por: João Clérigo em Agosto 17, 2006, 01:02:20 pm
Possivelmente, muito de nada... é que o vazio é mesmo muito grande...
Título:
Enviado por: Fil em Agosto 17, 2006, 01:41:48 pm
Um orador numa serimónia de apresentação há uns tempos disse "ora aí está um excelente projecto de engenharia: uma sonda feita para durar 3 anos, que ainda transmite passados 30 anos"..
Do meu ponto de vista, foi um projecto de engenharia mal feito, se era para durar 3 anos, por que raio foram desperdiçar material ao fazer com que ainda funcionasse passado 30 anos?.. (Dito por outras palavras, acho que não foi feita para durar 3 anos, como ele dizia)

Mas a respeito do resto da palestra, este senhor falou em que a distância a que as sondas estão, por alguma razão até é menor do que aquela que se estaria à espera inicialmente que estivessem passados estes anos todos. Acho que com base nisso até já andam a pensar na existência de "alguma força desconhecida" que atrai as sondas ao nosso sistema solar :)
Não me consigo recordar nem quem era esta pessoa, nem onde foi. Salvo erro tratou-se de um novo doutorado convidado estrangeiro que terá entrado há pouco tempo para o Institudo Superior Técnico, mas não consigo cofirmar isso agora..
Título:
Enviado por: Fil em Março 29, 2007, 03:08:41 pm
Citação de: "Fil"
Mas a respeito do resto da palestra, este senhor falou em que a distância a que as sondas estão, por alguma razão até é menor do que aquela que se estaria à espera inicialmente que estivessem passados estes anos todos. Acho que com base nisso até já andam a pensar na existência de "alguma força desconhecida" que atrai as sondas ao nosso sistema solar :)
Bom, pelos vistos, a polémica confirma-se, e há mais pormenores numa notícia neste outro post (http://albedo.gem51.com/viewtopic.php?t=966)
Título:
Enviado por: xumaxer em Março 29, 2007, 04:41:44 pm
Já foram apontadas 4 ou 5 teorias sobre as causas de tal fenómeno. Realmente por um razão ainda desconhecida, as sondas não se encontram onde estava previsto.
Vou tentar encontrar o artº onde vi isso, mas como era em Francês, e eu em Francês só sei dizer "yes"  :?

Cumps  :wink: